Quem trabalha o tempo todo não pensa e quem não pensa não pode progredir profissionalmente.

Velocidade das mudanças tecnológicas e comportamentais exige nova postura dos profissionais no mercado de trabalho.

Basta olhar para a rotina de trabalho de cada um de nós há dez anos, para constatar como o mundo vem mudando e a uma velocidade assustadora. As inovações tecnológicas, de comunicação e de comportamento impactam diretamente o mercado de trabalho e exigem do profissional, independentemente da área de atuação e da função, uma nova postura.  aqueles que não acompanham a velocidade de mudanças do mundo moderno, correm o risco de ficarem obsoletos.

É preciso se manter informado, não apenas do ponto de vista técnico, mas pessoal, cultural e social. O ser humano está inserido em um contexto que tem que ser levado em conta, vivemos um momento em termos de humanidade e de planeta que não dá para ignorar. Para ela, profissionais que pensam que basta continuar seguindo a mesma rotina e usando o conhecimento adquirido no passado para se sair bem, estão enganados e vão perceber isso pela resposta do mercado.

A saída pode estar na busca de especializações na própria área de atuação, no aprofundamento do autoconhecimento e na interação com os pares. O fundamental é arejar a mente para ter boas ideias recomendo a prática de esportes e atividades físicas, viagens e tempo livre para pensar. Quem trabalha o tempo todo não pensa e quem não pensa não pode progredir profissionalmente.

É preciso perceber as novas demandas do mundo moderno e as mudanças já em andamento no mercado de trabalho. Nos últimos anos, vimos funções desaparecerem e outras surgirem, é preciso se antecipar a elas e se preparar profissionalmente para viver em um mundo dinâmico, veloz e diferente a cada dia. Um profissional que não acompanha a velocidade das mudanças fica velho antes do tempo, obsoleto e corre o risco de ficar sem função, sem emprego até, ou atuar mecanicamente, com pouca produtividade e nenhuma motivação.

 

(21/07/2011)

 

 

Anúncios